terça-feira, 31 de maio de 2011

Caqui Orgânico




Por Ariel Bonadiman

O entendimento sobre o conceito tecnologia na agricultura vem sendo distorcida há muitos anos. Desde que eu me lembro, escuto em noticiários reportagens sobre HUMANOS que morrem de fome ou então estão desnutridos. Então eu pergunto, para onde estão indo essas tecnologias que produzem alimentos? Logo, as “tecnologias” desenvolvidas servem para produzir alimentos, ou será que elas surgiram para explorar de forma irracional os recursos naturais existentes? Pois agora vejo catástrofes ambientais, doenças e problemas de saúdes inexplicáveis entre outras coisas que surgiram ao longo do tempo. “Antigamente” como falam por ai, se produzia só com a força da terra, e por que não se produz pelo menos de forma parecida nos dias de hoje?

Já existem muitas iniciativas, que prova a possibilidade de produzir sem produtos sintetizados. Esses alimentos se encontram nas prateleiras de grandes redes de supermercado com valores onde a maioria da população tem consciência da qualidade do produto, mas o poder aquisitivo não permite esse luxo de adquiri-lo. Por esses motivos, entre outros, é que precisamos ampliar a produção orgânica. Não precisamos nos preocupar quando dizem que é muito difícil de produzir orgânico, pois os caquis, na imagem postada, foram produzidos em meio a produção bovina leiteira, se utilizando apenas de poda e sem medo nem um de dizer que a qualidade em tamanho e produtividade se equivale ao caqui produzido convencionalmente.

A área possuía 75 pés de caqui fuyu, em média, produzira 45 kg por pé. Essa variedade se desenvolve melhor em clima ameno e exige poucos tratos culturais. Esse produto foi entregue para a merenda escolar, através do programa do governo federal, a CONAB.